Marketing Pessoal e Profissional

Marketing Pessoal e Profissional: O Que é + 10 Dicas Para Usá-los a Favor da Sua Carreira

Você já ouviu falar em marketing pessoal e profissional?

É muito comum as pessoas associarem a palavra marketing à relação das empresas com seus potenciais clientes na estratégia de venda de seu produto ou serviço, construindo uma imagem positiva da marca para isso.

Se você também imaginou algo semelhante, está correto! Ou melhor, em partes…

Afinal, essa lógica tradicional do marketing de gerar e entregar valor pode também ser aplicada às pessoas, no que chamamos de marketing pessoal e profissional.

E, embora essas duas áreas sirvam a propósitos distintos, elas necessitam ser trabalhadas em conjunto para complementarem-se e tornarem-se extensão uma da outra.

Quer saber mais? Então vem com a gente que te contamos sobre tudo isso.

O que é o  Marketing Pessoal e Profissional?

Marketing pessoal e profissional são um conjunto de técnicas que trabalham a imagem percebida de uma pessoa, seja nas relações de trabalho (por meio do marketing profissional), ou em relações mais amplas com a sociedade (através do marketing pessoal).

Nas relações de trabalho, o marketing profissional está inteiramente ligado à identidade profissional. 

Porém, assim como as marcas, apesar da aparência ser algo importante, essa identidade não é construída apenas de um bom visual, afinal, é no convívio que, de fato, conhecemos uma pessoa, não é mesmo?

Por isso, nessa técnica de projeção de imagem corporativa, estão inclusas todas as interações desse meio, como colegas de trabalho, clientes, fornecedores, chefia e demais stakeholders.

E, assim como numa estratégia de marketing convencional, é preciso conhecer o público-alvo e gerar conexão com ele por meio da mensagem passada, conquistando a confiança do mercado (empresas, fornecedores, parcerias…) para apostarem no seu produto: VOCÊ.

Se por um lado o marketing profissional é voltado ao ambiente mercadológico, o marketing pessoal tem um aspecto mais amplo, mas, ao mesmo tempo, mais subjetivo.

Isso porque o marketing pessoal está intrinsecamente ligado à sua marca no mundo, não apenas no ambiente corporativo. 

A representatividade do seu nome, crenças, valores que carrega, comportamento no ambiente on-line e off-line… tudo isso compõe a sua imagem percebida na sociedade.

O marketing pessoal, então, entra em jogo construindo e promovendo a essa imagem, seja para um objetivo específico, ou para sucesso profissional como um todo.

Quando bem trabalhadas, essas duas ferramentas tornam a pessoa uma referência e influência no seu meio.

Caso Juliette

Um exemplo claro disso é o caso da advogada e maquiadora, Juliette Freire, que, ao participar (e vencer) de um reality show, gerou conexão com as pessoas e projetou sua imagem por meio das redes sociais, sendo um dos perfis do Instagram com maior engajamento da história.

Em uma foto postada por sua equipe após o anúncio da sua vitória no programa, o post teve mais de 1 milhão de curtidas em menos de seis minutos, batendo o recorde de personalidades como Beyoncé e Selena Gomez, e dividindo o posto até então ocupado pela cantora internacional Biilie Elish.

o que é marketing pessoal

E antes mesmo de encerrar sua participação no programa, a também cantora já tinha uma lista de parcerias musicais, além de marcas buscando sua imagem para patrocínio que, juntas, já cobriam o valor pago à vencedora do programa.

E tudo isso é reflexo do bom trabalho de um marketing pessoal e profissional.

Mas, é claro que nem todo mundo pode ter as oportunidades de holofotes e nem uma equipe como a da Juliette trabalhando exclusivamente nisso.

Porém, mesmo sem percebermos, construímos nossas imagens diariamente e, por isso, por que não utilizar o marketing pessoal e profissional para direcionar essa percepção das pessoas sobre nós?

Por que investir no Marketing Pessoal e Profissional?

Por tudo que conversamos até aqui, já deu para ter uma noção da potência desta ferramenta.

O marketing pessoal e profissional tornou-se essencial para qualquer pessoa que queira ser referência, não só no ambiente de trabalho, mas na vida, afinal, em um mundo cada vez mais competitivo, quem não se destaca, vira mais um em meio à multidão.

Segundo dados do Inep, o número de brasileiros com graduação triplicou nos últimos 20 anos. 

As matrículas no ensino superior saltaram de 2,7 milhões, em 2000, para 8,6 milhões em 2019.

Isso evidencia um mercado cada vez mais farto de profissionais com boa qualificação, mas também demonstra uma demanda muito alta para vagas limitadas.

Saber se destacar é a peça-chave para aquela tão desejada vaga

Para pessoas que trabalham de forma autônoma, isso também é válido, afinal uma boa imagem pessoal e profissional atrai atenção para o seu trabalho, demonstra suas habilidades e, assim, ganha confiança e credibilidade com o cliente.

Inclusive, cargos de liderança exigem que, para serem efetivos, o marketing pessoal e profissional do líder esteja em dia.

Ser referência no segmento de atuação faz com que a conquista de um espaço ou cargo desejado se torne autêntica, pois estar em tal posição será reflexo não apenas do desejo do profissional, mas de todos os envolvidos neste contexto.

Como é o caso da Ana Paula Assis, primeira mulher presidente da IBM para a América Latina, que cedeu uma entrevista sobre sua carreira para a Forbes Brasil. 

Confira:

10 Dicas para usar o Marketing Pessoal e Profissional a favor da sua carreira

Após tantas histórias de inspiração, fica a dúvida: como colocar o marketing pessoal e profissional em prática?

A primeira coisa que devemos saber é que não se trata de realizar uma única ação para se alcançar o sucesso. 

Assim como no marketing tradicional, para alcançar bons resultados, é preciso uma estratégia estruturada, baseada em práticas incorporadas ao cotidiano, que necessitam ser constantemente revistas.

1. Qual é a sua Missão, Visão e Valores?

O primeiro passo para definir uma estratégia é entender seus objetivos e quem você é.

A Missão é o seu propósito, são os motivos pelos quais você quer alcançar um determinado posto, qual imagem quer ser transmitida a longo prazo.

A Visão é o caminho para isso. Se daqui a algum tempo você deseja alcançar determinada meta, quais passos serão seguidos para isso?

Valores é aquilo que você acredita, são os princípios inegociáveis e imutáveis que você carrega. É a essência do seu propósito, como pessoa e como profissional.

Traçados esses três pilares, chega o momento de descobrir a realidade ao seu redor.

2. Realize a matriz SWOT

Matriz SWOT é uma ferramenta para descobrir Forças, Fraquezas, Ameaças e Oportunidades.

Diante do seu objetivo, definido no item anterior, quais são seus aspectos pessoais mais fortes para alcançá-lo?

Essa mesma pergunta precisa ser feita e respondida para os outros três pontos: Fraquezas, Ameaças e Oportunidades.

Para cada item, faça uma lista de respostas. 

Assim, você terá uma visão clara de quais aspectos precisam ser melhor trabalhados e onde você tem mais segurança para ir em frente, neutralizando ameaças e explorando as oportunidades.

3. Cuide da sua imagem

Apesar de não ser um fator decisivo e único, nossa aparência é como um cartão de visitas: quando bem apresentável, é convidativo ao diálogo e a aproximação, quando não, gera um distanciamento natural das pessoas.

Ao falarmos sobre cuidado da imagem, não referimo-nos necessariamente a vestir roupas e acessórios caros, ou ostentar bens de luxo.

Pensando nos itens anteriores, se vestir bem é manter uma imagem que converse com o seu público-alvo, com os objetivos que se quer alcançar.

Um bom profissional é aquele que consegue transitar entre todas as áreas, se comunicando bem com todos, e as vestimentas também são parte fundamental dessa comunicação.

4. Utilize redes sociais

E por falar em cuidado da imagem, nossa imagem virtual também necessita de cuidados. 

Todas as nossas interações nas redes sociais impactam na forma de como somos percebidos no mundo e no ambiente corporativo.

Então, se por um lado é importante saber fazer a gestão inteligente das redes sociais, por outro, pelo grande acesso e alcance, são ferramentas excelentes para a promoção pessoal.

Entender a dinâmica de cada plataforma e se utilizar dos recursos que elas oferecem, é uma excelente forma de mostrar ao mundo sua forma de pensar, suas habilidades e capacidades e como deseja ser enxergado, como vimos no caso da Juliette Freire, e muitos outros, como Anitta.

Leia Também: Marketing Pessoal no Instagram: Como Fazer + 5 Exemplos

5. Networking sempre!

O famoso ditado “quem não é visto, não é lembrado” se encaixa perfeitamente no processo de marketing pessoal e profissional, e ser lembrado tange se relacionar com pessoas de interesse.

É por meio de contato com pessoas da área de atuação que podemos mostrar nossos interesses e demonstrar nossas habilidades.

E não precisa ir muito longe para criar essas redes de contato.

Às vezes, as grandes oportunidades podem estar em uma conversa de corredor com um colega de serviço, um professor de faculdade, ou até mesmo com um vizinho ou parente.

Participar de eventos e entrar em contato com pessoas de referência também é essencial, porém, os primeiros passos podem ser dados em boas relações com as pessoas talentosas do nosso dia-a-dia.

6. Seja disponível e acessível

Ser referência no que faz não é apenas demonstrar habilidades únicas, mas é também ser inspiração para as pessoas. 

Nesse ponto, ser uma pessoa acessível e disponível não apenas para a direção ou chefia demonstra humildade, uma característica essencial para grandes líderes.

7. Seja colaborativo e pense no coletivo

Marketing pessoal e profissional, por mais que se trate de projeção da autoimagem, essa não pode ser feita apenas pensando em si só. 

Profissionais que se destacam são aqueles que pensam em grupo, em como podem agir para melhorar o cotidiano e contribuir nas entregas de todos.

Isso também se reflete nos cargos de liderança, afinal, um líder que pensa apenas nos seus ganhos não gera empatia com seus liderados, gerando uma situação insustentável.

8. Tem projeto de interesse acontecendo? Se envolva nele.

Fazer parte de projetos desafiadores é a melhor forma de demonstrar todo o seu potencial e habilidades, como também de desenvolver, na prática, aquelas que não são tão boas assim.

Além disto, um projeto bem executado, que teve a sua participação, gera um excelente portfólio e repertório de experiências para te alavancar para projetos ainda maiores e melhores.

9. Invista em você e na sua qualificação

exemplos de marketing pessoal e profissional

O maior investimento que podemos fazer é em nós mesmos.

É impossível ser referência em algo estando desatualizado quanto ao mercado, ao setor e ao que tem de mais novo neles.

Cursos profissionalizantes, por exemplo, são excelentes opções para quem busca uma qualificação rápida e completa.

10. Seja aquilo que demonstra ser

Por fim, e talvez mais importante, seja condizente com a imagem que você quer transmitir. 

Assim como toda estratégia de marketing, oferecer um produto ou serviço enganoso só traz prejuízos ao ofertante.

Se posicionar é importante, mas se esse posicionamento não estiver alinhado com suas atitudes e pensamentos, torna-se uma verdadeira cilada e tendo um efeito contrário à auto-promoção.

Lembre-se sempre que credibilidade é como um castelo de cartas: difícil de se construir, mas para derrubá-lo basta um sopro!

Bora colocar em prática o marketing pessoal e profissional?

Afinal, como você pode observar, estamos constantemente construindo a nossa imagem e, sendo algo inevitável, nada melhor do que tomar as rédeas da situação para aproveitar do melhor disso tudo.

Essas foram apenas algumas dicas de como utilizar o marketing pessoal no cotidiano, mas, se você quer dar os primeiros passos naquela qualificação profissional que comentamos, a Escola Conquistadora oferece um curso profissionalizante de Marketing Pessoal.

Vale a pena conferir!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail e turbinar seus estudos!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.