como criar um cronograma de estudos

Como criar um cronograma de estudos? (Passo a passo)

A prova, o Vestibular, o Enem ou o concurso que você tanto deseja está chegando, mas você sente que, por mais que esteja estudando por horas e horas, não está tendo um bom aproveitamento?

É porque o tempo dedicado aos estudos não é necessariamente proporcional ao aprendizado. 

Um bom plano de estudo é que vai garantir que você alcance as suas metas, inclusive exigindo menos horas debruçado sobre os livros.

A grande pergunta é: como criar um cronograma de estudos? A seguir, listamos um passo a passo que, se você seguir, com certeza terá maiores chances de  passar na sua prova!

Como criar um cronograma de estudos

Os especialistas em educação garantem que criar um cronograma de estudos eficiente é simples e pode ser feito com um papel, um aplicativo, uma planilha de Excel ou com qualquer ferramenta com a qual você tiver maior afinidade.

Um dos pontos-chave para montar o seu planejamento é observar a sua rotina: quais seus compromissos de estudos (provas e aulas) e pessoais (aniversários, atividades físicas, inglês, etc.) e seus momentos de descanso?

A partir disso, basta preencher a sua folha ou aplicativo, montando realmente um calendário com horários e metas para cada turno, dia ou semana.

A Universidade de Groningen publicou um vídeo explicando um passo a passo bem simples com base na teoria S.M.A.R.T

Já ouviu falar? É um método muito utilizado para definição de metas, usado em empresas, mas que pode servir para tudo. 

O nome, na verdade, é uma sigla, e significa:

  • S – Smart (Específico)
  • M – Measurable (Mensurável)
  • A – Achievable (Atingível)
  • R – Relevant (Relevante)
  • T – Time based (Temporal)

A seguir, listamos um passo a passo bem simples para você seguir e criar seu próprio cronograma de estudos a partir de um papel, que qualquer um tem a mão e pode fazer – sem desculpas!

1) Organize a agenda

Divida a folha em sete colunas e escreva os dias da semana no topo de cada uma. Depois, divida a folha em três linhas, uma para cada turno da semana.

2) Marque todos os seus compromissos

Agora, anote tudo que você tem para fazer. 

Comece pelos compromissos relativos aos estudos, afinal, essa é sua prioridade, certo? Marque todas as suas provas, cursos, aulas, grupos de estudo -, etc. 

Em seguida, anote todos os seus eventos sociais: aniversários, academia, esportes, viagens, yoga, entre outros, além de médico, dentista e compromissos pessoais.

A terceira etapa é prever tempo livre. Isso mesmo. Reserve na sua semana algumas horas para “fazer nada”. Muita gente esquece disso, mas é extremamente importante.

A próxima tarefa é colocar na folha os horários em que você vai estudar sozinho. Ou seja, revisar conteúdos, fazer exercícios e testes, se aprofundar nas questões da prova que você tem pela frente.

A quinta e última etapa é chamada de “buffer study-time”, que, na gestão e projetos, é o tempo extra adicionado a uma estimativa de tempo para garantir que um projeto vai ser concluído. 

O objetivo é ter uma margem, que pode ser usada caso tenha algum imprevisto, sem obrigar você a mudar o planejamento ou não conseguir cumprir a meta.

Por exemplo, às 10h de terça-feira você tinha previsto estudar matemática, mas teve de ir emergencialmente ao dentista. Você vai usar aquele tempo extra da agenda para a matemática, sem precisar mexer no cronograma todo.

Caso você não precise usar o “buffer time”, ele se tornará um tempo livre!

3) Revise o seu cronograma

Anotou tudo? Chegou a hora de usar o método S.M.A.R.T. para checar se o seu planejamento está bem feito e vai ser eficiente.

S – Specific (Específico)

Você foi específico?

Colocou tempo de início e de fim para cada atividade?

Detalhou o que você vai fazer naquele período?

  • Exemplo errado: 7h – estudar matemática
  • Exemplo correto: 7h – 11h30 – estudar capítulo 2 do livro “Matemática ABC” e resolver 20 questões da apostila Y

Outro ponto importante é especificar onde você cumprirá as tarefas. 

Vai estudar na biblioteca ou em casa? Porque você vai ter tempo de deslocamento e isso precisa ser contabilizado na hora de preencher sua agenda.

M – Measurable (Mensurável)

Como você vai mensurar se os seus estudos estão rendendo e te fazendo chegar ao seu objetivo? 

É preciso estabelecer pequenas metas ao longo do cronograma para poder avaliar se está de fato na direção certa.

Por exemplo, fazer uma prova antiga do Vestibular, do Enem ou de um concurso. Ou resolver algumas questões, revisar notas e ver se você lembra, etc.

A – Achievable (Atíngivel)

Você tem um grande objetivo por trás desse cronograma, certo? E se fosse tão fácil você não estaria preocupado em organizar sua rotina para alcançá-lo. 

Portanto, estabeleça metas ousadas, mas atingíveis. De nada adianta ficar pensando lá na frente sem criar pequenos passos para chegar lá.

R – Realistic (Relevante)

Pergunte-se: estou preparado para começar a estudar essa noite sobre este assunto? 

É possível ler todas essas páginas nesse período? Vou conseguir finalizar o conteúdo?

De nada adianta estabelecer metas grandes em tempos curtos ou prever o mesmo tempo de estudo para todas as matérias, se você tem dificuldades diferentes. Por isso, o seu cronograma deve ser realista.

T – Time-bound (Temporal)

Quando começar e parar? 

No método S.M.A.R.T., o T vem de time – tempo em inglês. 

É a ideia de que toda meta precisa de um tempo para ser cumprida. Por isso, você precisa determinar um prazo para ela.

Não faz parte do método, mas uma boa dica é estabelecer, junto de cada prazo, uma recompensa.

Essa estratégia funciona como um motivador para que você se mantenha focado e determinado na sua meta.

Mãos à obra!

como fazer plano de estudo

Esperamos que nossas dicas tenham ensinado você a como criar um cronograma de estudos ideal.

Lembre-se: não importa se hoje é terça ou sexta, comece já. Siga os passos e as dicas e trace o seu cronograma de estudos.

Agora, se manter um cronograma de papel e caneta não for útil para você, considere outras maneiras de manter seus estudos sob controle. 

Use o calendário do seu celular/notebook ou algum específico para estudos, como o My Study Life, o ClearFocus ou o conhecido Evernote. 

A ferramenta é o que menos importa. 

Essencial é ter um planejamento e organizar todos os seus compromissos, de estudos e pessoais, sem esquecer de tempo livre para se divertir e descansar. 

Isso é fundamental para que nas horas que você estiver estudando esteja realmente focado e rendendo. 

Para tirar ainda mais proveito, adote técnicas de estudo que te ajudem a aprender mais rápido, como o método de estudo Pomodoro.

Técnicas simples também funcionam, como adicionar meditação no dia a dia.

Porém, o mais importante é estabelecer metas e fazer com que o percurso para alcançá-las seja proveitoso, leve e feliz.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail e turbinar seus estudos!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.