como chutar certo

Como chutar certo em provas de múltipla escolha: 10 Dicas que podem ajudar na hora do aperto

“Que pergunta é essa? Por que eu não estudei essa matéria? Putz, não faço ideia da resposta! Poderia ser tanto A, B, C quanto D. E agora?”

Nessas horas, só resta uma coisa a fazer: chutar! 

Porém, por mais que pareça estranho, você pode aprender como chutar certo em provas de múltipla escolha. 

Vestibular, Enem, EJA, concurso, OAB… todas são provas muito importantes e provavelmente você vinha se preparando muito para este momento.

Por isso, não dá para chegar na hora e chutar de qualquer forma, certo?

Existem algumas estratégias que você precisa aprender para colocar em prática em caso de emergência.

Por isso, se você quer aprender como chutar certo em provas de múltipla escolha, veja a seguir 10 dicas que podem ajudar na hora do aperto.

Quando usar a técnica do chute? 

Não adianta!

Por mais que você se mate estudando, sempre vai ter alguma questão complicada ou aquele assunto que escapou durante a preparação.

Sem contar as matérias que você não curte.

É nessas – e somente nessas – ocasiões que o chute pode entrar em ação. Isso é bem importante!

Vale a pena aprender as estratégias e anotar as dicas que vamos dar a seguir, mas antes de usá-las você deve tentar acertar a resposta com base nos seus estudos.

Chutar deve ser a última opção em questões de múltipla escolha.

Quando você não tiver ideia de qual é a alternativa correta, é aquela carta na manga quando você já tentou de tudo.

Ou seja, não tente o chute antes de tentar responder a questão, de usar seu pensamento lógico, de eliminar todas as alternativas que você tem certeza ou de arriscar o seu palpite. A sua intenção, inclusive, vale mais do que o chute.

Se nada adiantou até aqui, aí sim, vamos aprender como chutar da melhor forma possível.

Como chutar certo em provas de múltipla escolha?

questões de múltipla escolha

1. Calma!

É normal ficar nervoso em uma prova importante.

Vá para a prova sabendo disso.

E aí, quando você deparar com alguma questão que você não sabe responder, não vai entrar em pânico.

Tome um gole de água e respire.

Tenha em mente que há muitas outras questões e que você saberá outras respostas.

Por isso, vá para a próxima dica.

2. Deixe para chutar no final da prova

Quando encontrar uma questão que não sabe responder, não perca tempo com isso no começo da sua prova.

Pule! Siga para a próxima.

Quando aparecer outra complicada, pule novamente.

Faça isso quantas vezes for preciso.

Utilize o seu tempo com as questões que você sabe responder.

Somente os minutos restantes devem ser gastos com chute! 

3. Preste atenção no enunciado da questão

Você certamente já ouviu falar em “pega ratão”.

Sim, as provas adoram ter questões que parecem ser mega fáceis ou super difíceis – mas não são.

Por isso, é muito importante ler e reler a questão.

A resposta pode estar no próprio enunciado.

Vale lembrar e até grifar o verbo que a questão traz: marcar a alternativa “correto” ou “INcorreta”?

Atente ainda para quando for: “marque as opções verdadeiras exceto…”

Quem ler rápido demais, pode acabar marcando o que está certo, quando a questão pede pelo erro.

Portanto, leia atentamente a pergunta e procure por detalhes nas alternativas. 

4. Saiba eliminar alternativas

Elimine (risque mesmo!) as alternativas que você tem certeza que estão erradas.

Nem que seja só uma entre as 5 opções – isso já vai aumentar suas chances de acertar o chute em 25%.

Quanto mais eliminar, mais chances você terá!

Se você ficar só entre duas alternativas, significa que você tem 50% de probabilidade de marcar a opção correta.

5. Não se jogue na primeira alternativa

Quando você marcou todas as questões que sabia e já partiu para os chutes, a chance de estar cansado e se jogar na letra “A” é grande.

É bem provável que ela “pareça” correta.

Isso porque as bancas costumam escrever de forma que quem chutar rápido demais, escorregue por um detalhe.

Leia todas as outras alternativas e só depois marque aquela que você acredite ser a certa.

6. Não exclua a primeira alternativa

Sim, você leu certo.

A gente disse para não se atirar na letra “A”, mas isso não significa que você NÃO pode marcar “A”.

Voltamos a repetir: leia todas as alternativas e marque a que você acredita estar certa.

Se for mesmo a “A”, vá em frente!

7. Observe as repetições

É preciso ficar de olho, ainda, se há palavras (ou números) repetidas nas alternativas.

Se houver, essas palavras têm mais chance de estarem corretas.

Por isso, observe se há uma opção em que as palavras estão repetidas estão reunidas. Veja um exemplo de repetição:

A) Áries e Touro

B) Touro e Escorpião

C) Escorpião e Peixes

D) Câncer e Escorpião

E) Sagitário e Touro

Nesse caso, o chute ideal seria na letra B, pois é a alternativa que possui os itens que mais se repetem, que são as palavras “Touro” e “Escorpião”.

8. Preste atenção nas semelhanças

As semelhanças são geralmente utilizadas para confundir o estudante e ver quem realmente sabe e também está atento na hora da prova.

Propositalmente, a banca coloca duas a três respostas bem parecidas ou próximas da resposta.

Esse tipo de pegadinha pode aparecer em todas as disciplinas, mas são mais comuns nas questões de matemática e raciocínio lógico. Por exemplo:

A) 2,80

B) 4,50

C) 7,90

D) 9,15

E) 9,25

Nesse caso, as letras “D” e “E” são muito parecidas entre si do que as demais.

Chutar uma das duas pode significar 50% de chances de acertar.

Mas lembre-se: tente calcular e acertar a resposta antes de partir para o chute!

9. Perceba se há oposição

Outra estratégia para chutar é observar se tem duas alternativas que são completamente opostas.

Se isso ocorrer, é provável que uma delas seja a correta. Veja o exemplo:

A) O SUS foi criado em 1988.

B) O SUS foi criado pela Constituição Federal.

C) O SUS é o sistema público de saúde brasileiro.

D) O SUS oferece vacinas e medicamentos gratuitos.

E) O SUS cobra pelas vacinas e medicamentos.

Neste caso, as opções mais prováveis são “D” ou “E” por serem alternativas totalmente opostas.

10. Generalização

Lembra quando falamos para você prestar atenção no enunciado e principalmente nas palavras correto e incorreto?

Pois é. Nas alternativas, algumas palavras também podem te ajudar a eliminar algumas opções ou mesmo encontrar a resposta certa.

Expressões como “nunca”, “jamais”, “somente” ou “sempre” costumam estar presentes em muitas alternativas e, na maioria das vezes, são as incorretas.

Por isso, se você não tem nenhuma noção do que está sendo falado, evite essas palavras.

Procure por respostas que são mais genéricas, que utilizam expressões como “em alguns casos”, “às vezes” ou “dependendo da situação”. Por serem abrangentes, elas possuem mais chances de serem corretas.

Dica extra: Não chute baseado na sequência de respostas

Por fim, não é uma dica de como acertar o chute na prova de múltipla escolha, mas vai te aconselhar sobre o que não fazer.

E uma delas é não chutar baseado na sequência de respostas, pois as bancas não usam uma sequência lógica ou um padrão nos gabaritos.

Além disso, quem disse que as suas respostas anteriores estão certas?

Em quais provas essas técnicas podem ser usadas?

Essas estratégias de chute podem ser usadas em qualquer prova: Vestibular, Enem, EJA, provas de concursos, OAB e qualquer outra prova de múltipla escolha. De maneira geral, todas essas dicas acima podem ser usadas em todas elas.

Porém, você precisa conhecer as especificidades de cada tipo de prova, para entender quem é a banca, o tipo de questão e se há algum método que ela utiliza nas respostas ou na correção.

No Enem, por exemplo, existe um sistema de correção conhecido como “antichute”, que é a Teoria de Resposta ao Item (TRI).

O sistema leva em consideração o grau de dificuldade das questões em vez da quantidade de acertos do candidato. 

Por isso, duas pessoas com o mesmo número de respostas corretas podem ter notas finais diferentes, pois aquele que acertou as questões mais difíceis, mas errou as fáceis, provavelmente “chutou” as respostas e receberá nota inferior.

Isso significa que você não pode chutar no Enem? Não! Você pode, ainda mais se seguir as quatro primeiras dicas compartilhadas acima!

Tenha calma, deixe para chutar no final (depois de marcar as que você tem certeza), preste atenção no enunciado e elimine as alternativas que sabe que estão incorretas. Aí, então, você pode usar os métodos de chute.

Lembre-se: essas são técnicas de emergências

Como dissemos lá no início, chutar deve ser a sua última opção. Nunca utilize as técnicas de chute com o intuito de substituir o seu estudo.

Procure estudar e se dedicar às matérias específicas. Faça simulados, procure cursos preparatórios e aulas de reforço online.

No blog da Conquistadora, temos uma categoria cheinha de Dicas de Estudo para você estudar mais e melhor. Vale a pena conferir!

E se mesmo assim, após muito estudo e dedicação, chegar na hora da prova e aparecerem questões que você não tem a menor ideia do que responder, siga as nossas dicas. Com certeza, será um plus para você passar com confiança!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail e turbinar seus estudos!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.